Cooperativa de Economia e Crédito Mútuo dos Servidores Públicos Municipais em João Monlevade Ltda
30/09 - Cooperativas mantêm crescimento mesmo com a crise

O cooperativismo é uma ferramenta de mitigação dos efeitos da crise. A afirmação ficou evidente durante os discursos de abertura da edição 2015 do World Coop Management, ocorrida em 28/09/15, em Belo Horizonte (MG). O evento reuniu lideranças do movimento cooperativista de diversos países do mundo, dentre elas o presidente do Sistema OCB, Márcio Lopes de Freitas, e o presidente do Sistema Ocemg, Ronaldo Scucato, com a intenção de discutir ideias inovadoras e as novas tendências mundiais sobre liderança e estratégia. A ideia era apresentar os melhores caminhos e estratégias para a realização de bons negócios.

Márcio Lopes de Freitas foi enfático ao falar sobre a atual situação política do país. “A deterioração do processo político tem reflexos diretos na economia nacional e essa culpa não deve ser assumida por todos. Os resultados das nossas cooperativas, bem como as atividades econômicas do setor privado, vão muito bem. Quem está mal são as contas do governo. Quem errou foi o poder público e, infelizmente, ele é sócio de 40% do negócio chamado Brasil”, analisa o cooperativista.

O presidente do Sistema OCB discorreu longo tempo sobre a crise econômica nacional, mas fez questão de ressaltar que o movimento cooperativista, apesar das dificuldades, tem encontrado caminhos para manter seu crescimento.

“Por outro lado, quando rodamos pelo interior do Brasil, visitando cooperativas dos diversos ramos, notamos que há uma resiliência muito grande. Para se ter uma ideia, segundo dados do Banco Central, até agosto, os depósitos à vista no Sistema Financeiro Nacional caíram 17% em relação ao ano passado, afetando o crédito rural brasileiro. E quando converso com algumas lideranças, vemos o contrário: os depósitos nas cooperativas aumentaram”, informou. 

Márcio Freitas, após discursar sobre as saídas contra a crise, encontradas por ramos como Agro e Saúde, destacou a importância de se manter o trabalho nas cooperativas, executando-os com base nos princípios cooperativistas. “O cooperativismo é capaz de lidar com a crise e de sair vitorioso dela. Basta seguir nossos valores, princípios e, sobretudo, nosso coração. O cooperativismo é coração, aliado à razão, ao planejamento e à estratégia. Que voltemos para nossos estados, com a consciência de que podemos fazer um município, um estado e um país melhores, independente da política que aí está!”  
 
APRENDIZADO – Utilizando o aspecto político para dar o tom de seu discurso, o presidente do Sistema OCB, Ronaldo Scucato, fez uma provocação à plateia. “Como conviver em um país onde a maior autoridade não pode aparecer em público? Senhores cooperativistas, calar é comungar com atitudes corruptas. É preciso que todos nós falemos alto e em de bom som que não aceitamos mais o que ocorre neste país”, enfatiza a liderança.

Ele contou que sua história com cooperativismo – que soma mais de seis décadas – evidencia que o movimento é sim capaz de passar pela crise econômica do país de cabeça erguida e com resultados positivos. “De minha jornada no cooperativismo, ficam três certezas: a primeira, é que eu estou sempre começando! E quem começa tem energia; a segunda: é obrigatório continuar; e, a terceira: vamos ser interrompidos antes de terminar nossa tarefa. Por isso, estamos aqui: preparando os que virão em seguida, dar continuidade à obra cooperativista. Porque a cooperação enriquece a nossa vida!”, comenta Ronaldo Scucato.

O EVENTO – O World Coop Management é uma realização da empresa Wex Business, em parceria com o Sistema OCB e Sistema Ocemg. As atividades ocorrerem até amanhã no Centro de Inovação Unimed. O evento destaca a importância da aproximação do setor cooperativo com eventos internacionais de grande porte que atualizam e estimulam os seus profissionais.

Acesso a conhecimentos inovadores, atualizações e desenvolvimento de métodos e conceitos. Esses são os pré-requisitos básicos para as cooperativas e seus dirigentes alcançarem uma posição de destaque em mercados cada vez mais competitivos.

A iniciativa conta com 326 participantes (presidentes, dirigentes, superintendentes, gerentes e gestores de cooperativas e entidades do setor) de dentro e fora do Brasil. Deste total, 121 inscritos são oriundos das unidades estaduais do Sistema OCB. Ao todo, 21 estados estão representados.

ERA DO CONHECIMENTO – O diretor do Congresso, Luiz Branco, explicou que o evento é fundamental para atualizar o conhecimento dos participantes, em relação ao cenário econômico global. "Estamos na era do conhecimento, estar sintonizado com as principais tendências mundiais do management é tão importante quanto o relacionamento e o próprio negócio. No World Coop Management, estamos alinhando esses três objetivos", afirma o diretor.

(Fonte: Sistema OCB / Ocemg MG)

COOPERATIVA DE ECONOMIA E CRÉDITO MÚTUO DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS EM JOÃO MONLEVADE LTDA
RUA PEDRO BICALHO, 234 - NOVO HORIZONTE - JOÃO MONLEVADE - MG
COPREMON 2014 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS