Cooperativa de Economia e Crédito Mútuo dos Servidores Públicos Municipais em João Monlevade Ltda
30/11 - Educar para cooperar foi o tema do Encontro de Formação de Educadores Multiplicadores Cooperativos
Educar para cooperar foi o tema do Encontro de Formação de Educadores Multiplicadores Cooperativos

 Educar para cooperar foi o tema da edição 2015 do Encontro de Formação de Educadores Multiplicadores Cooperativos. O evento, promovido pelo Sistema Ocemg, aconteceu no dia 19 de novembro, na Casa do cooperativismo mineiro, e contou com a participação de 75 pessoas, representando 24 escolas do projeto. 

O encontro teve como objetivo celebrar as conquistas do ensino e aprendizagem, bem como os resultados do programa nas escolas expondo os trabalhos desenvolvidos pelos educadores e estudantes na mostra cultural cooperativa. De acordo com a Gerência de Capacitação do Sistema também é um momento para agradecer e reconhecer a contribuição de todos os participantes do Programa. 

O projeto, idealizado pelo Sistema Ocemg, este ano contou com a participação de 152 escolas de 21 municípios do Estado. A abertura do evento foi realizada pelo superintendente Alexandre Gatti, que ressaltou que o Encontro é para celebrar os trabalhos que foram feitos ao longo do ano, enaltecendo o engajamento de todos os educadores no movimento, bem como o apoio das cooperativas.

Na oportunidade, Gatti apresentou alguns números do Programa e enfatizou o crescimento da iniciativa ao longo de cinco anos (2011-2015), lembrando que até 2015 o Programa trabalhou com alunos do 4º ao 8º ano, participação de 468 professores, 9.187 estudantes, e a colaboração de 21 cooperativas. 

O encontro também contou com uma apresentação artística do grupo Educação pelo tambor, de contagem, que atua com oficinas nas escolas municipais de Contagem e tem como objetivo ensinar os estudantes a tocar, cantar e a construir tambores. 

Citando a metodologia utilizada no Programa, a pedagoga Riza Mary falou sobre a importância de inovar a educação, e da necessidade de compreensão dos processos pedagógicos e cotidianos. "Temos que compreender que somos gestores de pessoas, processos e metodologias. Precisamos compreender o cotidiano, o convívio escolar e a gestão integrada da escola. Não podemos ficar isolados numa sala de aula; é necessário integrar a escola, a comunidade. É por meio da cooperação que saímos do lugar", ponderou.

Educar para Cooperar, Cooperar para Crescer, Crescer para Ser 

Livros com histórias reais construídos artesanalmente, regador de jardim feito com embalagem de amaciante, porta treco de garrafa pet, colcha feita com retalhos foram alguns dos materiais expostos na mostra cultural cooperativa, no saguão do Sistema Ocemg e nas salas de treinamento durante o Encontro.

Os trabalhos expostos foram desenvolvidos durante o ano pelos educadores e estudantes de 12 escolas das cidades: Araguari, Guanhães, Frutal, Ituiutaba, Três Marias, Canápolis, Chapada Gaúcha, Morada Nova de Minas, Paraopeba, Esmeraldas, João Monlevade, Machado, Carmo do Rio Claro e Alpinópolis. Cada trabalho apresentado demonstrou a aplicação dos fundamentos do cooperativismo no cotidiano dos alunos.

Durante o evento cada escola representada, apresentou no painel de Experiências os projetos desenvolvidos e sua repercussão dentro e fora da escola, como o projeto da Escola Clóvis Araújo Dias, do município de Machado, que incentivou os alunos do 4º e 5º ano a trocarem cartas "à moda antiga" entre os alunos da zona rural e cidade.  O projeto teve como objetivo estimular a escrita e trabalhar a cultura e sociabilidade em um mundo tecnológico, além de despertar o prazer pela escrita. 

A segunda parte do Encontro contou com a abertura do presidente do Sistema Ocemg, Ronaldo Scucato, que reforçou a importância do Encontro e da participação de cada educador e professor presente. Em sua fala ele pontuou sobre a necessidade de alterar os rumos da educação. "Esperamos da educação formar cidadãos éticos, conscientes, pessoas que vão transformar o país", ressaltou. 

Em um momento descontraído e com falas que também levaram à reflexão, o palestrante João Carlos de Oliveira, abordou o tema Educar para cooperar, que reforçou a importância do profissional, bem como a integração e sociabilização das ações. 

Para Andrea Sayar, gerente de Capacitação do Sistema Ocemg, em 2016 algumas modificações no Projeto estão previstas, entre elas as turmas do nono ano das escolas também serão contempladas. 

"O negócio do Sescoop é basicamente a educação, e quando se fala da cooperativa enquanto uma organização econômica, nós sabemos que é uma organização de pessoas, e precisamos começar a plantar sementes que darão bons frutos que são as nossas crianças, pessoas que amanhã possam garantir que teremos uma educação de qualidade, e organizações éticas. E o encontro reforça isso, são essas educadoras que estão levando para as escolas e famílias o nome do Sistema Ocemg", concluiu.

Fonte: Ocemg Sescoop MG

COOPERATIVA DE ECONOMIA E CRÉDITO MÚTUO DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS EM JOÃO MONLEVADE LTDA
RUA PEDRO BICALHO, 234 - NOVO HORIZONTE - JOÃO MONLEVADE - MG
COPREMON 2014 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS