Cooperativa de Economia e Crédito Mútuo dos Servidores Públicos Municipais em João Monlevade Ltda
12/05 - Atual cenário econômico brasileiro é tema de reflexão durante o Lançamento
Atual cenário econômico brasileiro é tema de reflexão durante o Lançamento

O Lançamento do 3º Ciclo do PDGC também foi palco para reflexão sobre o atual cenário econômico brasileiro e o papel das cooperativas em meio à crise. A exposição do tema foi feita pelo ex-ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, que fez um alerta. "A crise que vivemos representa uma oportunidade para as cooperativas que têm competência. Quem não tem, não conseguirá sobreviver", declarou. Rodrigues também abordou as tendências e os desafios para as cooperativas no atual cenário socioeconômico mundial e ressaltou a importância do PDGC. "O que devemos fazer é buscar inserção no mercado com redução de custos, ganho de eficiência, busca da tecnologia na gestão e a ideia central: rivalizar preço. E o Programa pode auxiliar na gestão e economia de custos - fator fundamental para a sobrevivência econômica de qualquer organização".

Jairo Martins da Silva, superintendente geral da Fundação Nacional da Qualidade (FNQ), abordou os fatores macroeconômicos e os impactos na gestão dos empreendimentos em sua palestra. De acordo com o palestrante, para que o atual cenário econômico mude nos próximos anos, é necessário que os líderes ouçam as demandas da sociedade e busquem os processos mais adequados para suprir as necessidades da população. "Precisamos de líderes que provoquem transformações e sejam conscientes da importância de termos uma sociedade cooperativista", afirmou.

Finalizando a manhã de palestras, o professor doutor na Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (USP), Davi Rogério de Moura Costa, falou sobre o tema "Governança corporativa e as melhores práticas nas cooperativas", destacando a importância de uma boa gestão, tanto de governo quanto de empresas, para promover o desenvolvimento sustentável do país, o que engloba o desenvolvimento de uma sociedade com melhor qualidade de vida e uma economia mais igualitária. Davi ressaltou ainda, que é preciso rever o capital de gestão utilizado atualmente pelas autoridades. "Boa prática de governança é o que gera eficiência", explicou.

O evento foi encerrado com a palestra do presidente da HSM, Rivadávia Corrêa, que encantou a plateia falando sobre estratégia e como as empresas devem pensar em ações sustentáveis para se manter firmes no mercado. De maneira descontraída, o palestrante confirmou que mesmo as grandes empresas podem desaparecer no futuro se não estiverem focadas em estratégias eficientes e adequadas ao que a sociedade precisa. "É fundamental ter lucro social para haver desenvolvimento econômico. Para as empresas e cooperativas se manterem no mercado, é preciso pensar em estratégicas inovadoras". Para Corrêa, ao mesmo tempo em que existem pessoas achando que não é possível realizar uma mudança, existem outras que mostram a solução para o problema. "Inovar é contrariar a sabedoria convencional, não focar apenas em desenvolver tecnologias, mas também em resolver o problema dos clientes", declarou.

 Fonte: Ocemg Sescoop MG

COOPERATIVA DE ECONOMIA E CRÉDITO MÚTUO DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS EM JOÃO MONLEVADE LTDA
RUA PEDRO BICALHO, 234 - NOVO HORIZONTE - JOÃO MONLEVADE - MG
COPREMON 2014 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS